Conversa íntima

Autoexame das mamas é importante?

As novas tecnologias agregadas à detecção precoce do câncer de mama, além do aprimoramento dos métodos existentes, modificaram o antigo objetivo do autoexame das mamas que era a detecção precoce de nódulos mamários ou de determinadas modificações físicas mamárias pela propriocepção táctil, isto é, pelo tato.

A mortalidade por câncer de mama está diretamente ligada ao diagnóstico precoce do câncer, e não existem evidências comprovadas de diminuição da mortalidade por câncer de mama nas mulheres habituadas ao autoexame das mamas. O motivo é porque o autoexame das mamas não proporciona a detecção do câncer de mama na sua fase mais inicial.

Os exames de imagem atuais são capazes de diagnosticar tumores muito pequenos, menores de 5mm, imperceptíveis ao tato até mesmo de um experiente mastologista. E quando o tumor é detectado pelo autoexame, este já tem pelo menos 2cm.

Apesar do que já foi dito, considero o autoexame das mamas importante e estimulo minhas clientes a fazê-lo, porém, sempre lembrando que o autoexame não deve substituir a sua visita anual ao ginecologista e a realização, também anual, da mamografia a partir dos 40 anos de idade.

Por que o autoexame é importante?

Ainda hoje, 48% dos tumores são descobertos pelo autoexame, 41% pelos exames de imagem e 11% pelo médico.

Nas regiões onde há falta de mamógrafos ou o acesso aos exames de imagem é difícil, o autoexame evita o aparecimento de casos de câncer muito avançados.

O autoexame proporciona a mulher o domínio das condições físicas das suas mamas, e qualquer alteração encontrada fora do habitual deve deixa-la alerta para uma possível doença, mesmo benigna, devendo procurar auxílio médico.

Além disso, o autoexame colabora com a conscientização da prevenção do câncer de mama.

Como fazer corretamente o autoexame das mamas?

Antes você precisa criar o hábito de fazê-lo. Fazer o autoexame é fácil e não demora mais do que 5 minutos.

A melhor época para fazer o autoexame é uma semana após a menstruação, quando as mamas estão menos sensíveis, inchadas ou doloridas. Se você está na menopausa, faça o autoexame uma vez por mês sempre no mesmo dia.

Você pode fazer o autoexame de pé, sentada ou deitada, de frente ao espelho ou no banho. Recomendo que a visualização ou inspeção das mamas seja feita em pé de frente ao espelho antes do banho e a palpação em pé no banho.

Mulheres com mamas grandes é preferível fazer a palpação na posição deitada.

Com a mão direita você vai palpar a mama e a axila esquerdas, e com a mão esquerda, a mama e a axila direitas.

Use as pontas dos dedos indicador, médio e anelar durante a palpação, pressionando-os contra a pele da mama como se você estivesse tocando um piano.

Veja as figuras:

1º – Inspeção das mamas: Em pé de frente ao espelho, primeiro observe suas mamas a procura de alterações da cor da pele, abaulamentos (caroços) ou retrações (enrugamentos) na pele e alterações nos mamilos (ulcerações, eczemas, retrações). Observar se há saída espontânea de secreção ou líquido através dos mamilos. A seguir, eleve os braços até a cabeça (fig. 1) e observe novamente as mamas a procura das mesmas alterações. Depois, suspenda os braços (fig. 2), e, por fim, pressione os quadris (fig. 2) sempre observando se há aparecimento de abaulamentos ou retrações na pele das mamas;

auto-exame-13

Fig. 1

auto-exame-23

Fig. 2

2º – Palpação das mamas: Em pé no banho, eleve o braço esquerdo até a cabeça e palpe a mama esquerda com as pontas dos dedos da mão direita fazendo preferencialmente movimentos verticais de cima para baixo e de baixo para cima (fig. 3) a procura de nodulações ou áreas endurecidas (espessamentos). Repita o mesmo procedimento na mama direita;

cancer_de_mama_autoexame3

Fig. 3

3º – Palpação das axilas: Em pé no banho, eleve o braço esquerdo até a cabeça e palpe a axila esquerda com as pontas dos dedos da mão direita a procura de gânglios aumentados (as chamadas “ínguas”). Repita o mesmo procedimento na axila direita;

4º – Expressão dos mamilos: Aqui, costumo orientar minhas clientes a não “espremerem” os mamilos entre os dedos. É uma região sensível, delicada, e expressões podem causar traumas. Oriento apenas observar se há saída espontânea de secreção ou líquido através dos mamilos. A expressão será feita no consultório na consulta de rotina;

5º – A palpação das mamas e das axilas na posição deitada é idêntica a posição de pé (fig. 4).

auto-exame-33

Fig. 4

Ao menor sinal de alterações, procure auxílio de um mastologista.

 

Comentários bloqueados.