Conversa íntima

Cisto na mama pode ser câncer?

Os cistos mamários são motivo de preocupação entre as mulheres e cabe a nós, ginecologistas e mastologistas, tranquiliza-las.

São comuns entre os 35 e 50 anos e estima-se que de 7 a 10% das mulheres terão cistos palpáveis durante a vida. A maioria das mulheres tem cistos mamários assintomáticos e não palpáveis, achados incidentalmente nos exames de rotina.

Os cistos aparecem devido uma alteração, considerada fisiológica e não uma doença, do processo de involução dos lóbulos. Os lóbulos são formados por um conjunto de ductos terminais e ácinos. Fazendo analogia com uma árvore, os ductos terminais e ácinos seriam as menores ramificações e as folhas.

Os cistos diferem dos nódulos pelo conteúdo líquido de cor amarelo claro a verde ou marrom escuro.

Os tipos de cisto são: simples, complicado (ou cisto de conteúdo espesso) e complexo. Os cistos simples e complicados são a maioria e absolutamente benignos, ou seja, não tem nenhuma relação com câncer de mama.

O tratamento é a punção quando os cistos são palpáveis e sintomáticos ou de conteúdo espesso. A punção pode ser feita com o auxílio da ultrassonografia (Figura). A cirurgia está reservada a poucos casos de cistos complicados e é mandatória nos casos de cistos complexos, porque os cistos complexos podem ser câncer.

 

punção

Comentários bloqueados.