Conversa íntima

Mamilos invertidos: O que pode ser feito

Algumas mulheres ficam incomodadas por terem mamilos invertidos. Aproximadamente 3% das mulheres apresentam inversão mamilar, sendo bilateral em 80% delas.

A inversão mamilar pode ser congênita, a maioria, ou adquirida. A congênita é devida a um não desenvolvimento adequado dos ductos terminais, também chamados de lactíferos, há também uma alteração das camadas musculares com perda de tecido de sustentação e formação de tecido fibroso. A adquirida ocorre devido processos inflamatórios locais recorrentes que culminam com a formação de tecido cicatricial que “puxa” o mamilo para dentro da aréola. Outra causa é o câncer de mama.

Há 3 graus de inversão mamilar:

I- Quando o mamilo é facilmente evertido através de manipulação manual e mantém a eversão;
II- Quando o mamilo é evertido pela manipulação, mas se retrai e
III- Quando não se consegue everter o mamilo através da manipulação manual.

A inversão dos mamilos leva a problemas de ordem:

– funcional: dificulta a higienização provocando irritação, coceira e odor desagradável, pode dificultar a amamentação;
– psicológica: diminuição da auto-estima, vergonha diante de outras mulheres ou do parceiro e
– estética.

O tratamento deve ser individualizado para cada mulher, e pode ser inicialmente cirúrgico, através de técnicas de eversão, ou não, através de exercícios manuais ou uso de uma bombinha de sucção (Niplette®).
tipos-de-mamilos
1- Tipos de mamilo
3
2- Exercício manual
13527091671a9cd.-big
3- Bombinha de sucção

Comentários bloqueados.